4 dicas de Ernest Hemingway


Vamos ver o que Ernest pode nos ensinar sobre a boa escrita.

1. Use frases curtas.

Hemingway ficou conhecido por seu estilo minimalista de escrita, que dispensava floreios e ia direto à questão, escrevendo de maneira simples e genial. A melhor demonstração da perícia do autor com frases curtas foi quando ele foi desafiado a escrever uma estória inteira com apenas seis palavras:

“À venda: sapatos infantis, nunca usados.”

2. Escreva um primeiro parágrafo curto.

Como neste artigo.

3. Use uma linguagem Vigorosa.

Como David Garfinkel explica a seguir:

“Uma linguagem vigorosa vem da paixão, do foco e da intenção. É a diferença entre fazer um esforço e TENTAR mover um pedregulho … e, de fato, suar, forçar seus músculos ao ponto da exaustão e realmente MOVER a coisa!”

4. Não seja negativo, escreva positivamente.

Isto é, não diga como as coisas não são e sim como elas são. Ao invés de dizer que algo “não é caro”, diga que é “econômico”; ao invés de dizer que uma cirurgia “não é dolorosa”, diga que ela é “pouco desconfortável” ou ainda “relativamente confortável”; ao invés de dizer que um programa de computador “não tem erros”, diga que ele é “estável” ou “consistente”.

Traduzido e adaptado de : http://world-copywriting-institute.typepad.com/ e
http://www.copyblogger.com/ernest-hemingway-top-5-tips-for-writing-well/

Uma opinião sobre “4 dicas de Ernest Hemingway

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s